Papaiz

3
fev

Mixoma Odontogênico

O mixoma odontogênico é uma neoplasia benigna, de origem mesenquimal, localmente agressiva, de crescimento lento e usualmente indolor. Afeta uma ampla faixa etária, onde indivíduos de 30 anos são os mais acometidos, não havendo predileção pelo gênero. Podem ocorrer tanto em tecidos moles quanto em tecido ósseo. Os mixomas que acometem o tecido ósseo são exclusivos dos maxilares e acredita-se

Leia mais

2
jan

Osteófito em Cabeça da Mandíbula

A Articulação Temporomandibular interliga a mandíbula à base do crânio; a ATM atua simultaneamente com sua correspondente contralateral e, em conjunto com o potente tônus muscular dos elevadores e abaixadores da mandíbula, há a realização dos movimentos de abertura, fechamento, lateralidade, protrusão e retrusão. Por definição, a ATM é uma articulação sinovial: as superfícies articulares são recobertas por uma cápsula

Leia mais

2
dez

Ramo Acessório do Canal da Mandíbula

O nervo alveolar inferior -NAI – é um ramo do nervo mandíbular, a terceira divisão do nervo trigêmeo (V par craniano). O nervo mandibular penetra o interior da face lingual do ramo da mandíbula através do forame da mandíbula; o NAI tem seu trajeto no interior do canal da mandíbula, assumindo a direção inferior e vestibular, até emergir na face

Leia mais

1
nov

Fratura em Mandíbula – Aspectos Radiográficos e Considerações Funcionais

O crânio é composto por duas partes: Neurocrânio e Viscerocrânio. O Neurocrânio compreende o revestimento ósseo do encéfalo e suas meninges. O Viscerocrânio, ou Esplancnocrânio compõe os ossos da face; uma das funções do Viscerocrânio é proteger o Neurocrânio, em virtude de seus componentes nobres.   A mandíbula, local de alicerce dos dentes do arco inferior, compreende o próprio terço

Leia mais

3
out

Estudo das lesões odontogênicas com repercussão nos Seios Maxilares (Parte 3)

As raízes dos dentes do arco superior possuem relação de contato/proximidade com o assoalho do seio maxilar. Por essa razão, eventuais lesões odontogênicas (inflamatórias, císticas e/ou tumorais) de dentes superiores podem provocar o rompimento da parede inferior/assoalho do seio maxilar e repercutir em seu interior. Nestes casos, a membrana sinusal, como manobra de defesa, forma um espessamento mucoso, que em

Leia mais

2
set

Estudo radiográfico das lesões dos seios maxilares – (Parte 2)

As desordens que podem ocorrer nos seios maxilares podem ser classificadas de acordo com sua natureza: Congenita, inflamatória, tumoral, traumática, óssea e odontogênica. Ainda, dentro destas desordens, existe a comunicação buco sinusal.   *CONGÊNITA (aplasia ou hipoplasia)     *INFLAMATÓRIA (espessamento da mucosa, polipose sinusal, cisto mucoso de retenção)       TUMORAL     TRAUMÁTICA   COMUNICAÇÃO BUCO SINUSAL

Leia mais

19
ago

Homenagem ao Dr. Elio Giacomo Papaiz

4.3 / 5 ( 17 votes )

2
ago

Anatomia Radiográfica dos seios paranasais (Parte 1)

A região facial é formada pela cavidade oral, pelos ossos da maxila e mandíbula, cavidade nasal e seios paranasais (etmoidal, esfenoidal, frontal e maxilares); em virtude de serem reparos anatômicos circunvizinhos, desordens ocasionadas em um deles podem repercutir nos demais.       Referências Bibliográricas -Drumond JPN, Allegro BB, Novo NF, Miranda SL, Sendyk WR.  Evaluation of the Prevalence of

Leia mais

23
abr

Cisto do Canal Incisivo

Cisto, por definição, é uma cavidade patológica, revestida por tecido epitelial, cujo conteúdo pode ser fluido, semi-fluido ou, por vezes, gasoso. Dentro da classificação de cistos da região maxilo mandibular, existem os cistos odontogênicos de origem inflamatória (como o cisto apical), cistos odontogênicos de desenvolvimento (por exemplo o dentígero) e os cistos de origem não odontogênica. *O cisto do Canal

Leia mais

11
mar

Fenda alvéolo palatal

Durante a vida intra-uterina, especialmente entre a quarta e a décima segunda semanas, inúmeros processos teciduais devem se fusionar de modo ordenado, a fim de constituir a face e a cavidade oral. A fenda labial e/ou fenda palatina são acidentes morfológicos frequentes (1/700 nascimentos). *A fusão defeituosa do processo nasal mediano com o processo maxilar resulta na fenda labial (partes

Leia mais