Estudo das lesões odontogênicas com repercussão nos Seios Maxilares (Parte 3)

As raízes dos dentes do arco superior possuem relação de contato/proximidade com o assoalho do seio maxilar. Por essa razão, eventuais lesões odontogênicas (inflamatórias, císticas e/ou tumorais) de dentes superiores podem provocar o rompimento da parede inferior/assoalho do seio maxilar e repercutir em seu interior. Nestes casos, a membrana sinusal, como manobra de defesa, forma um espessamento mucoso, que em casos mais severos, pode obliterar toda extensão do seio maxilar.

Imagem sugestiva de cisto periapical do dente 27 provocando rompimento do assoalho do seio maxilar correspondente, onde há espessamento mucoso em região adjacente.

 

Imagem sugestiva de cisto periapical do dente 26, com abaulamento e rompimento do assoalho do seio maxilar; há espessamento da mucosa sinusal contínua ao cisto radicular.

 

Evidente lesão endoperiodontal à região do dente 27, com abaulamento do assoalho do seio maxilar. Nota-se espessamento mucoso no interior do seio maxilar esquerdo.

 

Lesão endoperiodontal acometendo o dente 17, com rompimento do assoalho do seio maxilar. Há obliteração sinusal total do seio maxilar do lado direito.

 

Imagem sugestiva de cisto periapical de grandes proporções associado às raízes do dente 17 provocando deslocamento da parede inferior do seio maxilar direito. Fonte: Atlas de Tomografia Computadorizada por Feixe Cônico para o Cirurgião Dentista. São Paulo: Santos, 2011.

 

Referências Bibliográficas

-Drumond JPN, Allegro BB, Novo NF, Miranda SL, Sendyk WR.  Evaluation of the Prevalence of Maxillary Sinuses Abdormalities through Spiral Computed Tomography. Int Arch Otorhinolaryngol. 2017 Apr; 21(2): 126–133. Published online 2016 Dec 16. doi: 10.1055/s-0036-1593834.

-Capella LRC, Simoes AYR, Oliveira RJ in: Cabeça e Pescoço. Rio de Janeiro: Elsevier, 2017. Capítulo 7 (Complexo Maxilomandibular e Lesões Odontogênicas). Pags. 343-382.

 -Haetinger RG, Paes Jr AJO in : Cabeça e Pescoço. Rio de Janeiro: Elsevier, 2017. Capítulo 4 (Nariz e Seios Paranasais. Pags. 133-232.

Fazer comentário

três × quatro =