Cisto do Canal Incisivo

Cisto, por definição, é uma cavidade patológica, revestida por tecido epitelial, cujo conteúdo pode ser fluido, semi-fluido ou, por vezes, gasoso. Dentro da classificação de cistos da região maxilo mandibular, existem os cistos odontogênicos de origem inflamatória (como o cisto apical), cistos odontogênicos de desenvolvimento (por exemplo o dentígero) e os cistos de origem não odontogênica.

*O cisto do Canal Incisivo também conhecido como cisto do Ducto Nasopalatino está elencado dentro dos cistos não odontogênicos. Acredita-se que sua origem se dá pela degeneração cística dos remanescentes do tecido epitelial presentes na fusão dos processos nasais medianos – a união destes processos formará o palato primário durante a sétima semana de vida intrauterina.

*O Canal incisivo situa-se na região anterior da linha média do processo alveolar da maxila, entre os incisivos centrais superiores e posteriormente à espinha nasal anterior; o limite superior do canal incisivo é o assoalho cavidade nasal e o limite inferior é a papila incisiva.

*O conteúdo do canal incisivo é pedículo incisivo, formado pela união dos ramos terminais da artéria e do nervo esfenopalatino, ramos estes que têm papel secundário na inervação da região palatina anterior.

*Radiograficamente, o cisto do canal incisivo mostra-se como imagem radiolúcida/hipodensa, circunscrita, de limites definidos e corticalizados, unilocular – pode haver aumento de volume das corticais vestibular, palatal e do assoalho da cavidade nasal. Alguns autores referem seu aspecto como sendo similar a um “coração”, ou à uma “pera invertida”.

Imagem hipodensa de limites definidos, corticalizados e unilocular em região de linha média do processo alveolar da maxila; o aspecto lembra o formato de “coração”. Cisto do canal nasopalatino

 

 

 

Z – “Imagem hipodensa (radiolúcida) circunscrita e corticalizada em região de linha média da maxila – cisto do canal nasopalatino”

 

Referências Bibliográficas

–Gaudy JF, Cannas B, Gillot L, Gorge T.Atlas de Anatomia para Implantodontia, 2ªed. Rio de Janeiro, Elsevier,2014. Parte I, Capítulo 5 (Maxila, Região Incisiva da Maxila). Pags. 81-102.

-Dedhia P,  Shely D, Dhokar A, Desai A. Nasopalatine Duct Cyst. Case Rep Dent. 2013; 2013: 869516.

– Shear M, Speight PM. Cistos da Região Bucomaxilofacial. São Paulo: Santos, 2011. 9. Cisto do Ducto Nasopalatino (Canal Incisivo) Pags.108-118.

Fazer comentário

11 + 18 =